Os filmes de Denis Villeneuve

A cada filme, o cineasta canadense mostra pouca disposição a fazer concessões, com um cinema nem sempre fácil. Em tempos de infantilização, deixa ver obras fortes sobre temas adultos, confiando no público. Suas incursões são variadas, de tragédias reais, feitas com frieza e realismo, à adaptação de um livro do português José Saramago.

A lista abaixo não coloca seus filmes em ranking. Apenas traz realizações que já deixam marcas inegáveis, entre o interessante e o contundente. (Atualizado em 25 de novembro de 2016)

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

32 de Agosto na Terra (1998)

Começa bem, com um acidente de carro e uma mulher aprisionada no veículo. Estava embriagada ou apenas com sono? Dormiu após o acidente ou estava desmaiada? Após sair do carro, cancelar a viagem e se demitir, a bela Simone (Pascale Bussières) resolve mudar sua vida: na companhia do melhor amigo (talvez o homem que ama), viaja para os Estados Unidos para ter um filho. Apesar de bons momentos, não empolga.

32 de agosto na terra

Polytechnique (2009)

Em preto e branco, o cineasta apresenta a história real do massacre na Escola Politécnica de Montréal, em 1989. Na ocasião, um rapaz avesso ao movimento feminista entrou armado na escola e começou a fazer vítimas, sobretudo mulheres. A bela fotografia transmite frieza e torna a experiência assustadora. Filme que não chega a se aprofundar nas personagens e difícil de ver mais de uma vez.

politécnica1

Incêndios (2010)

Em drama calculado, com toques políticos, os filhos descobrem a história da mãe na ocasião de sua morte. Enquanto a filha deseja ir em frente, o rapaz tem suas dúvidas. É sobre o mundo marcado por extremismos políticos e religiosos, no qual imagens divinas dividem espaço com armas – e, ainda mais, no qual a vítima sempre é a mulher, a mãe, com seus traços enigmáticos, conhecida como “a mulher que canta”.

incêndios

Os Suspeitos (2013)

Com um elenco de estrelas, o cineasta mergulha na intolerância americana, em suas obsessões expostas quando duas crianças são sequestradas. O pai (Hugh Jackman), cansado de esperar pelo trabalho policial, tenta resolver as coisas em seus termos. A cada investida, o filme vai liberando novas camadas, e, mais de uma vez, o espectador vê-se desorientado. Há sempre a impressão de um labirinto. Filme poderoso, talvez o melhor de Villeneuve.

os suspeitos

O Homem Duplicado (2013)

O momento em que Villeneuve deixa ver com precisão sua frieza, seu gosto pelo enigma – presente também no filme anterior – e com espaço para um encerramento, no mínimo, estranho. Não faltam pessoas tentando decifrar essa história, a partir do livro de José Saramago: o caminhar do professor (Jake Gyllenhaal) que descobre ter um duplo no mundo, idêntico mas oposto, de vida um pouco rebelde.

o homem duplicado

Sicario: Terra de Ninguém (2015)

Às aparências, um filme sobre o tráfico de drogas. Nessa indústria infernal, em constante guerra, o cenário é a fronteira entre Estados Unidos e México: espaço para policiais destreinados, para as vítimas de sempre (os pobres mexicanos ou os donos dos cartéis concorrentes) e vingadores com alguma razão pessoal. Emily Blunt tem um momento forte, mas quem rouba a cena é Benicio Del Toro, como o matador de passado sombrio e quase sempre violento.

sicario

A Chegada (2016)

Naves alienígenas aparecem em diferentes pontos do planeta. Nos Estados Unidos, os militares convocam uma linguista (Amy Adams) para tentar fazer contato com os seres de sete pernas em uma câmara escura, no interior da nave. Aos poucos, essa ficção científica leva mais e mais à sua protagonista, que perdeu uma filha e vive entre a experiência traumática e um novo diálogo possível com os estranhos visitantes.

a-chegada1

Veja também:
Os filmes de Xavier Dolan
Sicario: Terra de Ninguém, de Denis Villeneuve

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s