Bastidores: Meu Ódio Será Sua Herança

O romantismo às vezes delirante é a tônica de sua filmografia, e particularmente de The Wild Bunch. Lá estão seus temas básicos – individualismo exacerbado, amor à natureza, culto do marginal, recuperação do passado lendário, atração pela morte, revolta anárquica contra a sociedade industrial que aniquila o relacionamento direto entre os homens, antes regulado por leis simples, embora duras, e fáceis de compreender. Quando matar e morrer parecia um esporte heroico submetido a um código de lealdade.

Eduardo Coutinho, cineasta e crítico de cinema, sobre o cineasta Sam Peckinpah e sua obra-prima Meu Ódio Será Sua Herança, para o Jornal do Brasil (abril de 1974). Abaixo, a presença de Peckinpah durante as filmagens.

meu ódio será sua herança

meu ódio será sua herança1

meu ódio será sua herança2

Veja também:
Bastidores: De Repente, No Último Verão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s