A política de Jia Zhang-ke

Zhang-ke não é apenas um cineasta histórico, mas também um animal político, determinado a revelar o lado B do milagre chinês. Mas sua obra não deve ser confundida com os filmes de denúncia, por exemplo, de um Costa-Gavras ou um Ken Loach. Nos trabalhos do chinês, não serão encontrados slogans ou dogmas, palavras de ordem ou discursos ideológicos. Seu cinema é político como era o de Antonioni, em que a realidade de uma época e de um espaço marca o espírito e o corpo dos personagens como uma cicatriz.

Ricardo Calil, em um ensaio sobre o filme Em Busca da Vida, de Jia Zhang-ke (A China como ela é, Revista Bravo; julho de 2007). Abaixo, uma imagem do belo documentário Memórias de Xangai, do mesmo cineasta e lançado em 2010.

memórias de xangai

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s