Os dez melhores filmes de Jacques Tourneur

Nem sempre lembrado, Jacques Tourneur deixou um legado de grandes filmes, com obras variadas, do terror ao noir, da aventura à comédia macabra. Francês, ele foi para Hollywood na companhia do pai, o também diretor Maurice Tourneur, por volta de 1913, quando, em termos de narrativa, o cinema ainda engatinhava.

Entre os filmes curiosos de Tourneur está Quando a Neve Voltar a Cair, de 1944, raro filme americano que exalta o heroísmo soviético durante a Segunda Guerra – antes do clima doentio da Guerra Fria. É também o primeiro filme do futuro astro Gregory Peck.

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

Outro ponto a destacar foi sua incursão à típica aventura americana em O Gavião e a Flecha, com Burt Lancaster encarnando o típico herói cativante, à la Robin Hood, que precisa salvar o filho e termina nos braços de uma princesa (Virginia Mayo). Entre altos e baixos, o diretor deixa uma bela filmografia. Abaixo, seus dez melhores.

10) A Maleta Fatídica (1957)

A abertura desse bom policial resume o cinema de Tourneur: o protagonista, que talvez não seja tão mau quanto parece, não suporta viver sob as luzes da cidade.

a maleta fatídica

9) Choque de Ódios (1955)

O herói Wyatt Earp segue para Wichita, no Kansas, com a promessa de progresso. Tudo muda quando o herói envolve-se com um bando de vaqueiros e termina como xerife.

choque de ódios

8) A Vingança dos Piratas (1951)

À frente, o típico filme de aventuras hollywoodiano; ao fundo, a saída para Tourneur explorar o feminismo na forte Jean Peters (que faria Anjo do Mal com Samuel Fuller).

a vingança dos piratas

7) O Homem-Leopardo (1943)

Como em outras obras do diretor, não se deve duvidar do sobrenatural, e, às vezes, os homens mais controlados revelam inesperada selvageria. Filme B de grandeza inegável.

o homem leopardo

6) Paixão Selvagem (1946)

Outro faroeste exemplar de Tourneur, no qual o herói de Dana Andrews descobre que, na dúvida, melhor é libertar um acusado de assassinato do que cometer injustiça.

paixão selvagem

5) A Noite do Demônio (1957)

Andrews, de novo, assume o protagonismo e luta contra forças ocultas. Mesmo com evidentes limitações técnicas, o clima de terror garante ótima experiência.

a noite do demônio

4) A Morta-Viva (1943)

Não é o primeiro filme de zumbi da história do cinema, mas está entre os melhores do gênero terror. É sobre pessoas perdidas em meio ao misticismo – tema recorrente na obra do diretor.

morta viva

3) O Testamento de Deus (1950)

Joel McCrea serve à perfeição ao papel central, o pastor de uma cidade atingida por diferentes problemas. História bela e nostálgica, lembrança de uma infância perdida.

2) Sangue de Pantera (1942)

Para Scorsese, esse filme foi tão importante ao cinema americano quanto Cidadão Kane. Na história, uma bela mulher assume a forma de uma pantera e comete crimes.

sangue de pantera

1) Fuga do Passado (1947)

Obra-prima noir de final surpreendente, com Robert Mitchum como o homem de passado obscuro e Jane Greer como a perfeita dama fatal, a desestabilizar o universo do parceiro.

fuga do passado

Veja também:
As dez melhores damas fatais do cinema noir

Anúncios

4 comentários

  1. Acredito que meu TOP 3 seria igual ao seu (ou talvez A morta-Viva ficasse na frente… simplesmente adoro este filme!). Fiquei curiosa para ver A Maleta Fatídica!
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s