Caos de uma geração

De Punhos Cerrados foi engrandecido por sua presença, porque Lou Castel é um extraordinário ator não-ator. O seu corpo é o filme. Durante as filmagens, ele carregou fisicamente todas as tensões, as contradições, os sofrimentos que formam a tessitura do filme. Mas não é só isso, Castel acabou personificando as ânsias, as expectativas, o caos interior de uma geração inteira. Em certo sentido, foi o corpo daquela revolução que eclodiria em pouco tempo. Não por acaso, ele se tornou uma espécie de ícone da contestação.

Marco Bellocchio, sobre o ator e protagonista de sua obra-prima De Punhos Cerrados. A declaração foi dada em entrevista para Angela Prudenzi e Elisa Resegotti e está publicada no livro Cinema Político Italiano (Cosac Naify).

de punhos cerrados2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s