Dez grandes personagens ingênuas

Algumas são geniais, incapazes de enxergar a maldade. Vivem em um universo próprio e chegam ao mundo sem explicação, como seres divinos – como é o caso de Kaspar Hauser, do maravilhoso filme de Werner Herzog.

Podem ser exploradas justamente por serem ingênuas e geralmente, ao fim, conseguem dar a volta por cima. Há casos de personagens ingênuas que terminam como heroínas, ou simplesmente sem caber neste mundo. São feitas à base da ficção, enquanto parecem reais e estranhas, como parece ser o caso de Mozart em Amadeus, de Milos Forman.

Oferecem, em todos os casos, um novo olhar sobre a civilização, ao passo que oferecem também algo estranho para mostrar a estranheza dos outros. Fazem com que a lógica seja outra, enquanto clamam aos outros um novo ponto de vista.

Jefferson Smith (James Stewart) em A Mulher Faz o Homem

a mulher faz o homem

Cabíria (Giulietta Masina) em Noites de Cabíria

noites de cabiria

Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) em O Bebê de Rosemary

o bebê de rosemary

Joe Buck (Jon Voight) em Perdidos na Noite

perdidos na noite

Kaspar Hauser (Bruno S.) em O Enigma de Kaspar Hauser

enigma de kaspar hauser

Carrie (Sissy Spacek) em Carrie, a Estranha

carrie1

Chance (Peter Sellers) em Muito Além do Jardim

muito além do jardim

Wolfgang Amadeus Mozart (Tom Hulce) em Amadeus

amadeus

Macabéa (Marcelia Cartaxo) em A Hora da Estrela

a hora da estrela

Edward (Johnny Depp) em Edward Mãos de Tesoura

edward mãos de tesoura

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s