Os 100 melhores filmes dos anos 70

Antes, uma lista de 50. Grandes nomes, grandes cineastas. No entanto, houve a necessidade de ampliá-la e dar espaço a grandes obras ausentes na relação anterior. Faz-se, então, uma lista com 100. Ainda assim, uma lista incompleta (claro), com a ausência de obras diversas. A relação abaixo é pessoal e tem o que de melhor a década pode oferecer: é uma lista pessoal. (Atualizado em 25/07/2016)

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

100) Coração de Cristal, de Werner Herzog

coração de cristal

99) Picnic na Montanha Misteriosa, de Peter Weir

picnic na montanha misteriosa

98) Meu Tio Antoine, de Claude Jutra

meu tio1

97) A Lira do Delírio, de Walter Lima Jr.

a lira do delírio

96) Nós Não Envelheceremos Juntos, de Maurice Pialat

nós não envelheceremos juntos

95) A Terceira Geração, de Rainer Werner Fassbinder

a terceira geração

94) Pai Patrão, de Paolo Taviani e Vittorio Taviani

pai patrão

93) Tiro de Misericórdia, de Volker Schlöndorff

tiro de misericórdia

92) Três Mulheres, de Robert Altman

três mulheres foto

91) Tubarão, de Steven Spielberg

tubarão

90) Esta Terra é Minha Terra, de Hal Ashby

esta terra é minha terra

89) Um Lance no Escuro, de Arthur Penn

um lance no escuro

88) Cría Cuervos, de Carlos Saura

cria cuervos

87) Um Dia de Cão, de Sidney Lumet

um dia de cão

86) Esse Obscuro Objeto de Desejo, de Luis Buñuel

esse obscuro objeto de desejo

85) Espantalho, de Jerry Schatzberg

espantalho

84) O Homem de Mármore, de Andrzej Wajda

o homem de mármore

83) Loucuras de Verão, de George Lucas

loucuras de verão

82) Tragam-me a Cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah

tragam-me a cabeça de alfredo garcia

81) Operação França, de William Friedkin

operação frança

80) Um Dia Muito Especial, de Ettore Scola

um dia muito especial

79) O Show Deve Continuar, de Bob Fosse

o show deve continuar

78) A Batalha do Chile – A Luta de um Povo sem Armas, de Patricio Guzmán

1973, AGOSTO 15.- PARO DE CAMIONEROS

77) A Honra Perdida de Katharina Blum, de Volker Schlöndorff e Margarethe von Trotta

a honra perdida de katharina blum

76) Lacombe Lucien, de Louis Malle

lacombe lucien

75) Iracema, Uma Transa Amazônica, de Jorge Bodanzky e Orlando Senna

iracema

74) Sob o Domínio do Medo, de Sam Peckinpah

sob o domínio do medo

73) Bye Bye Brasil, de Carlos Diegues

bye bye brasil

72) Manhattan, de Woody Allen

manhattan

71) Amor e Anarquia, de Lina Wertmüller

amor e anarquia

70) Trágica Separação, de Claude Chabrol

trágica separação

69) Muito Além do Jardim, de Hal Ashby

muito além do jardim

68) Jeanne Dielman, de Chantal Akerman

jeanne dielman

67) Lenny, de Bob Fosse

lenny

66) Mad Max, de George Miller

mad max

65) Uma História de Amor Sueca, de Roy Andersson

uma história de amor sueca

64) Barry Lyndon, de Stanley Kubrick

barry lyndon

63) O Franco Atirador, de Michael Cimino

o franco atirador

62) M.A.S.H, de Robert Altman

mash

61) O Enigma de Kaspar Hauser, de Werner Herzog

enigma de kaspar hauser

60) Violência de Paixão, de Luchino Visconti

violência e paixão

59) Diabel, de Andrzej Zulawski

diabel

58) Saló ou Os 120 Dias de Sodoma, de Pier Paolo Pasolini

saló

57) Cenas de um Casamento, de Ingmar Bergman

cenas de um casamento

56) O Espelho, de Andrei Tarkovski

espelho

55) Os Duelistas, de Ridley Scott

duelistas

54) A Noite Americana, de François Truffaut

a noite americana

53) Performance, de Donald Cammell e Nicolas Roeg

performance

52) Providence, de Alain Resnais

providence

51) A Última Ceia, de Tomás Gutiérrez Alea

a última ceia

50) Os Emigrantes, de Jan Troell

Max von Sydow, Liv Ullman

49) Lilian M: Relatório Confidencial, de Carlos Reichenbach

lilian m

48) A Confissão, de Costa-Gavras

confissão

47) O Mensageiro, de Joseph Losey

mensageiro

46) A Árvore dos Tamancos, de Ermanno Olmi

árvore dos tamancos

45) Domingo Maldito, de John Schlesinger

domingo maldito

44) Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci

último tango

43) O Mercador da Quatro Estações, de Rainer Werner Fassbinder

o mercador das quatro

42) A Longa Caminhada, de Nicolas Roeg

longa caminhada

41) O Garoto Selvagem, de François Truffaut

o garoto selvagem

40) O Discreto Charme da Burguesia, de Luis Buñuel

discreto charme da burguesia

39) O Último Magnata, de Eli Kazan

LastTycoon_Still_019.tif

38) Corações e Mentes, de Peter Davis

corações e mentes

37) As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant, de Rainer Werner Fassbinder

lágrimas amargas de petra

36) Guerra nas Estrelas, de George Lucas

guerra nas estrelas

35) Profissão: Repórter, de Michelangelo Antonioni

profissão repórter

34) O Sopro no Coração, de Louis Malle

sopro no coração

33) O Medo Devora a Alma, de Rainer Werner Fassbinder

medo devora a alma

32) Caminhos Perigosos, de Martin Scorsese

caminhos perigosos

31) A Mãe e a Puta, de Jean Eustache

a mãe e a puta

30) O Açougueiro, de Claude Chabrol

o açougueiro

29) Amargo Pesadelo, de John Boorman

amargo pesadelo

28) Solaris, de Andrei Tarkovski

solaris1

27) Um Estranho no Ninho, de Milos Forman

estranho no ninho

26) Cabaret, de Bob Fosse

cabaret

25) Amarcord, de Federico Fellini

amarcord

24) A Viagem dos Comediantes, de Theodoros Angelopoulos

a viagem dos comediantes

23) O Império dos Sentidos, de Nagisa Oshima

império dos sentidos

22) Uma Mulher Sob Influência, de John Cassavetes

uma mulher sob

21) Cada um Vive Como Quer, de Bob Rafelson

cada um vive como quer

20) O Amigo Americano, de Wim Wenders

o amigo americano

19) Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, de Woody Allen

noivo neurótico

18) S. Bernardo, de Leon Hirszman

s bernardo

17) Cinzas no Paraíso, de Terrence Malick

cinzas no paraíso

16) Rede de Intrigas, de Sidney Lumet

rede de intrigas

15) Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick

laranja mecânica

14) A Última Sessão de Cinema, de Peter Bogdanovich

última sessão de cinema

13) Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola

apocalypse now

12) Gritos e Sussurros, de Ingmar Bergman

gritos e sussurros

11) Inverno de Sangue em Veneza, de Nicolas Roeg

inverno de sangue

10) Taxi Driver, de Martin Scorsese

De Niro, como Travis, passa suas noites no interior daquele táxi, com diferentes passageiros: com políticos, prostitutas e homens traídos.

taxi driver

9) A Conversação, de Francis Ford Coppola

O protagonista é o paradoxo: ao mesmo tempo plugado em tudo, ao mesmo tempo separado de todos, solitário, fechado em seu próprio universo. E perseguido.

conversação

8) O Espírito da Colmeia, de Victor Erice

A criança assiste o clássico Frankenstein e tem sua vida transformada em plena época da Guerra Civil Espanhola. Obra-prima sobre o universo infantil.

espírito da colmeia

7) Nashville, de Robert Altman

Para Pauline Kael, este é o filme que mais bem revela a loucura da América. Passa-se na cidade-título, com música country e uma campanha política ao fundo.

nashville

6) O Poderoso Chefão – Parte 2, de Francis Ford Coppola

A continuação é tão boa quanto a primeira parte: tem Pacino mais malvado e, de quebra, De Niro como o jovem Corleone pai, sobre os telhados, transformando-se em assassino.

o poderoso chefão2

5) Aguirre, A Cólera dos Deuses, de Werner Herzog

A viagem a lugar nenhum não poderia terminar bem: uma jangada à deriva e o suposto desbravador sozinho, sobre águas escuras, rodeado de macacos, quase morto.

aguirre

4) O Conformista, de Bernardo Bertolucci

É sobre a alienação humana, também sobre a viagem de descoberta de um soldado de Mussolini e a invasão da libertinagem em tempos hostis. O melhor de Bertolucci.

conformista

3) Chinatown, de Roman Polanski

O diretor de origem polonesa realiza um dos grandes filmes noir americano fora do período noir – e ainda faz a inesquecível cena da faca no nariz de Jack Nicholson.

chinatown

2) Quando os Homens são Homens, de Robert Altman

O faroeste gélido de Altman parece às vezes calculado, às vezes livre. Passa-se em um local cheio de lama, com atiradores, cafetões e prostitutas.

quando os homens

1) O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola

Já foi descrito como um filme de salas fechadas, de sussurros, de mortes nem sempre às claras. É uma obra-prima à qual todo mundo recorre, ora ou outra, para lembrar o cinema perfeito. Começa com uma frase irônica – “Eu acredito na América” – e termina com uma mentira.

o poderoso chefão

Os diretores mais presentes na lista:

Quatro filmes: Francis Ford Coppola, Robert Altman, Rainer Werner Fassbinder.

Três filmes: Werner Herzog, Bob Fosse, Nicolas Roeg.

11 comentários

  1. Rafael, meus parabéns pela lista dos anos 70. Nossa, que lista bem criterizada e completa. Raro de ver esse tipo de coisa, pois cinéfilos como nós (também mantenho um blog de cinema, OEstadodasCoisasCine) geralmente acabam mais gostando de filmes do que sabendo criterizá-los. E quando junta com falta de conhecimento de história do cinema e de títulos essenciais (que o/a pinta nem sabe que tá deixando de fora) se junta, piora tudo. Mas de longe não é teu caso. Parabéns e abraço.

    1. Obrigado, Daniel. Feliz em saber que gostou e pelas palavras. Realmente é necessário ter critério – ainda que listas sejam todas pessoais e incompletas. Estou sempre preparando algumas, mas quando se tratam de listas longas como esta, eu sempre demoro mais, meses, às vezes mais de um ano fazendo. Volte sempre, grande abraço!

  2. Vi muitos desses e, por acaso revi há poucos dias ,”O Espantalho” e ” O Mensageiro”. Gostei de vê-los na sua lista, pois achei que os dois continuam muito bons. Foi um prazer extra lembrar como o Al Pacino era bom ator desde jovem ( e ainda não tinha os trejeitos que o cacaterizam hoje). Fazendo parceria com o Gene Hackman então…maravilha!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s